O que é comunicação nas revistas acadêmicas de comunicação? Um estudo de 53 periódicos acadêmicos brasileiros

Luis Mauro Sa MARTINO

Resumen


O que é “comunicação” em periódicos acadêmicos de comunicação? Ao propor um artigo para avaliação em uma revista da Área, quais diretrizes indicam esse vínculo? Que assuntos podem ser colocados sob esta rubrica? Este artigo examina os editoriais dos primeiros números, a apresentação e a seção “foco e escopo” de 53 revistas de comunicação brasileiras, a fim de delinear o(s) sentido(s) de “comunicação” em circulação. Nota-se três sentidos principais: (1) como área de interface, às vezes quase se sobrepondo ao conjunto das Humanidades; (2) como campo definido pelos estudos de mídia, sua produção, mensagens e recepção; (3) como conceito de contornos pouco nítidos e de difícil delimitação. Esses pontos são enquadradas em uma perspectiva da epistemologia da comunicação.

Palabras clave


Comunicação; Epistemologia; Periódicos; Meios de comunicação;

Referencias


Acquolini, Nicole T. (2015) Um breve panorama da evolução tecnológica das revistas científicas. ScientiaTec v.2, n.3, p 62-70, jul/dez..

Bachelard, Gaston (2006). A formação do espírito científico. Rio de Janeiro: Contraponto.

BianchettI, Lucídio; MACHADO, Ana Maria Netto (2007). “Reféns da produtividade”: sobre a produção do conhecimento, saúde dos pesquisadores e intensificação do trabalho na pós-graduação. 30a. ANPED. Anais… Caxambu, 07 a 10 de outubro.

Bianchetti, Lucídio; machado, Ana Maria Netto (2009). Publicar e morrer? Análise do impacto das políticas de pesquisa e pós-graduação na constituição do tempo de trabalho dos investigadores. Educação, Sociedade e Cultura, Vol. 28, no.1, pp. 53-69.

Boaventura, Katrine T. (2014) A comunicação e a perspectiva interdisciplinar: um mapa de definições, usos e sentidos do termo. (Doutorado em Comunicação).

Boaventura, Katrine T. (2012) O que é interdisciplinaridade? Um problema mal resolvido pela comunicação. 35o. Intercom. Anais… Fortaleza, UFC, 2012, pp. 1-15

Bourdieu Pierre (1976). Le champ scientifique. Actes de la recherche en sciences sociales. Vol. 2, n°2-3, junho, pp. 88-104.

Bourdieu, Pierre. (2006) Os usos sociais da ciência. São Paulo: Ed. Unesp.

Bourdieu, Pierre. (1983) Questões de Sociologia. Rio de Janeiro: Marco Zero.

Braga, José L. (2004) Os estudos de interface como espaço de construção do campo da comunicação. Contracampo, no. 10/11, pp. 219-236.

Braga, José Luiz (2011) Dispositivos Interacionais. Matrizes, Vol. 1, no. 1.

Felinto, Erick (2011). Da Teoria da Comunicação às teorias da mídia. In: 20o COMPÓS. Anais… Porto Alegre: UFRGS, jun.

Felinto, Erik. (2007) Patologias no sistema da comunicação. In: ferreira, G. e martino, L. C. Teorias da Comunicação. Salvador, Ed. UFBA.

Ferrara, Lucrécia. (2016) D’A. Exposição oral. In: 8o seminário teorias da comunicação. Quinta Essencial: Pensadores da Comunicação. São Paulo: Faculdade Cásper Líbero, 10-12 ago. 2016.

Ferreira, Jairo (2012) Proposições que circulam sobre a Epistemologia da Comunicação. In: 21o COMPÓS.. Anais… Juiz de Fora: UFJF, jun.. p. 1-17.

Ferreira, Jairo (2007) Questões e linhagens na construção do campo epistemológico da Comunicação. In: ______. (Org.). Cenários, teorias e metodologias da Comunicação. Rio de Janeiro: E-papers.

França, Vera R. V.; prado, José L. A. (2013) Comunicação como campo de cruzamentos, entre as estatísticas e o universal vazio. Questões transversais, Vol. 1, no. 2, Jul.-Dez., pp. 76-82.

França, Vera (2001). Paradigmas da Comunicação: conhecer o quê? In: MOTTA, L. G et alli. (Orgs.). Estratégias e culturas da comunicação. Brasília: UnB.

Hanitzsch, Thomas (2013). Writing for Communication Theory. Communication Theory 23, no. 1, pp. 1–9.

Kuhlmann Jr, Moysés (2015) Produtivismo acadêmico, publicação em periódicos e qualidade das pesquisas. Cadernos de Pesquisa, v. 45, no. 158, out./dez. pp. 838-855.

Kuhlmann Jr, Moysés. (2014) Publicação em periódicos científicos: ética, qualidade e avaliação da pesquisa. Cadernos de Pesquisa, v. 44, n. 151, jan./mar. p. 16-32.

Lima, V. A. (1983) Repensando as Teorias da Comunicação. In: Melo, J. M. (org.) Teoria e Pesquisa em Comunicação. São Paulo, Intercom/Cortez.

Locker, Kitty (1994). The challenge of interdisciplinary research. Journal of Business Communication, v. 2, n. 31.

Lopes, Maria I. V. (2001) O campo da comunicação: reflexões sobre seu estatuto disciplinar. Revistas USP, Vol. 48, no. 1, dezembro 2000 / fevereiro 2001, pp. 46-57.

Lopes, Maria I. V. (2006) O campo da comunicação: sua constituição, desafio e dilemas. Famecos, no. 30, Vol. 1, agosto, pp. 16-30.

Marcondes filho, Ciro (2018). Comunicologia ou mediologia? São Paulo: Paulus.

Martino, Luiz C. (2001b) Interdisciplinaridade e objeto de estudo da comunicação. In: COHN, G. Et al. Campo da comunicação. João Pessoa: UFPA, p. 77-90.

Martino, Luiz C. (2005) Apontamentos epistemológicos sobre a fundação e a fundamentação do campo comunicacional. In: capparelli, S. et alli. A Comunicação Revisitada. Porto Alegre, Sulina.

Martino, Luiz C. (2003) Ceticismo e inteligibilidade do campo comunicacional. Galáxia, no. 5, vol. 1, Abril de 2003, pp. 53-67.

Paiva, C. Elementos para uma epistemologia da cultura midiática. Culturas Midiáticas, ano I, n. 1, p. 1-12, jul.-dez. 2008.

Miconi, Andrea; Serra, Marcello. (2019) On the concept of medium. International Journal of Communication, Vol. 13, no. 1, pp. 3444-3461.

Pereira, Amanda; oliveira, André. (2016) Comunicação e Ciência: a definição de meio como elemento para a distinção do domínio. 2o. Encontro Internacional Tecnologia, Comunicação e Ciência Cognitiva. Anais… São Bernardo: Vol. 2, no. 1.

Peruzzo, Cecília K. (2002) Em busca dos objetos de pesquisa em Comunicação no Brasil. In: weber, M. H.; bentz, I.; hohfeldt, A. Tensões e objetos da pesquisa em Comunicação. Porto Alegre: Sulina.

Pimenta, Francisco. J. P. (2011) Jogos, redes sociais e a crise no campo da Comunicação. In: 5o ABCIBER, 5, 2011, Florianópolis. Anais… Florianópolis: UFSC, nov. 2011. p. 1-16.

Porta, Eva. (2017) Objeto de estudio, objeto empírico. In: ROSA MARTINEZ, Fabiana; SAUR, Daniel. La cocina de la investigación. Córdoba: Eduvim.

Romancini, Richard. (2004) Periódicos brasileiros em Comunicação: histórico e análise preliminar. XXVII INTERCOM. Porto Alegre: Anais… UFRGS, Setembro de 2004.

Signates, Luiz. (2013) O que é especificamente comunicacional nos estudos brasileiros de comunicação na atualidade. In: BRAGA, J. L. et alli (org.) 10 perguntas para produção do conhecimento em comunicação. São Leopoldo: Unisinos, 2013.

Sousa, J.; geraldes, E. (2009) Um saber sobre tensão: as múltiplas visões sobre a origem, o objeto de estudos e o conceito da disciplina comunicação. Razon y Palabra, v. 14, n. 67, p. 1-22, mar.-abr..

Stumpf, Ida R. C.(1996) Passado e futuro das revistas científicas. Ciência da Informação, Vol. 25, no. 3,, pp. 1-6.




DOI: https://doi.org/10.16921/chasqui.v1i149.4500

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.




Copyright (c) 2022 Luis Mauro Sa Martino

Licencia de Creative Commons
Este obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-SinObraDerivada 4.0 Internacional.

convocatorias

Es una edición cuatrimestral creada y editada por CIESPAL.
Av. Diego de Almagro N32-133 y Andrade Marín.
Quito-Ecuador.

Síguenos en:

convocatorias

convocatorias

Revista Chasqui 2018
está bajo Licencia Creative Commons Atribución-SinDerivar 4.0 Internacional.