As novas formas comunicativas na contemporaneidade: documentário transmídia e preservação de saberes

Urbano LEMOS JR, Vicente GOSCIOLA

Resumen


O artigo analisa a multiplicidade midiática e a participação dos usuários no processo de construção da informação na contemporaneidade. Neste cenário, o documentário encontra na narrativa transmídia uma possibilidade de adotar múltiplas linguagens por meio do cruzamento de conteúdos em diferentes mídias. Deste modo, a pesquisa de caráter bibliográfico, debate como o documentário transmídia pode contribuir para salvaguardar saberes de uma comunidade, considerados patrimônios culturais. Para tanto, o estudo recorre aos escritos de Jenkins, Gosciola e Renó para discorrer sobre documentário transmídia. Os resultados da pesquisa mostram que nos dias de hoje, a multiplicidade de vozes encontra na multiplicidade de registros a perpetuação de saberes e fazeres por meio da constituição de comunidades virtuais.

Palabras clave


Documentário Transmídia; Saberes, Comunidades Virtuais; Hibridismo

Referencias


Bastos, M. T. (2012). Medium, media, mediação e midiatização: a perspectiva germânica. In M. A. Mattos, Janotti Junior, J., & Jacks, N. (orgs.). Mediação e Midiatização. (pp. 53-77). Salvador: Edufba.

Canclini, N. G. (2011). Culturas híbridas: estratégias para entrar e sair da Modernidade. São Paulo: Edusp.

Campalans, C. (2014). Microconversaciones y microfísica del poder: la dimensión comunicativa de las políticas públicas y sociales en escenarios de transmediación. In C. Campalans, Gosciola, V., & Renó, D. (orgs.). Narrativas Transmedia. Entre teorías y prácticas. (pp.103-116). Catalunia: Universitat Oberta de Catalunya.

Domingos, A. A. (2011). A notícia: o storytelling informativo na era cíbrida. In M. S. Ventura, (org.). Processos midiáticos e produção de sentido. (pp. 47-65). São Paulo: Cultura Acadêmica.

Falci, C. H. (2002). Por uma narrativa hipertextual. In XXV Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação (INTERCOM), Salvador, Bahia.

Gosciola, V. (2010). Roteiro para as novas mídias: do cinema às mídias interativas (3ª. ed.). São Paulo: Senac.

Gosciola, V. (2012). Narrativa transmídia: conceituação e origens. In: C. Campalans, Gosciola, V., & Renó, D. (orgs.). Narrativa transmedia: entre teorías y prácticas. (pp. 7-14), Bogotá: Editorial Universidad del Rosario.

Hohlfeldt, A. (1997). Os estudos sobre a hipótese de agendamento. Revista Famecos, 4 (7), pp. 42-51.

Jenkins, H. (2021). Transmedia 202: Further Reflections, 2011. Disponível em: . Acesso em: 02 de março de 2021.

Jenkins, H. (2013). Cultura da convergência (2a. ed.). São Paulo: Aleph.

Lévy, P. (1999). Cibercultura. São Paulo: 34.

Lévy, P. (2007). A inteligência coletiva: por uma antropologia do ciberespaço (4a. ed.). São Paulo: Loyola.

Manovich, L. (2006). El lenguaje de los nuevos médios de comunicación: la imagen en la era digital. Buenos Aires: Paidós Comunicación.

Mcluhan, M. (1972). A galáxia de Gutenberg: a formação do homem tipográfico. São Paulo: Nacional, da USP.

Médola, A. S. L. D. (2011). A pesquisa em televisão e vídeo: um panorama da produção científica no NP Comunicação Audiovisual da Intercom. (pp. 29-46). In M. S. Ventura, (org.). Processos midiáticos e produção de sentido. São Paulo: Cultura Acadêmica.

Morin, E. (2007). Introdução ao pensamento complexo (3a. ed.). Porto Alegre: Sulina.

Nichols, B. (2012). Introdução ao documentário. Campinas: Papirus.

Renó, D. (2011). Cinema documental interativo e linguagens audiovisuais participativas: como produzir (1a ed.). Tenerife: Universidad de La Laguna.

Renó, D. (2013). Diversidade de modelos narrativos para documentários transmídia. Doc On- line, (14), pp. 93-112.

Renó, D., Renó, L. (2014). Mídia e desenvolvimento social no documentário transmídia. REBEJ – Revista Brasileira de Ensino de Jornalismo, 4 (14), pp. 65-84.

Resende, V. L. (2013). A narrativa transmidiática: conceitos e pequenas dissonâncias. In Anais do VII Simpósio Nacional da Associação Brasileira de Pesquisadores em Cibercultura (ABCiber), Curitiba: Paraná.

Scolari, Carlos Alberto. (2015). Narrativas Transmídia: consumidores implícitos, mundos narrativos e branding na produção de mídia contemporânea. Parágrafo, 3 (1), pp. 7-20.

Toffler, Alvin. (1980). A Terceira Onda (25a. ed.). Rio de Janeiro: Record.

Versuti, A. C., Silva, D. D. A., & Lima, D. J. (2014). O potencial transmidiático de Harry Potter e suas fanfctions. In C. Campalans, Gosciola, V., Renó, D. (orgs.). Narrativas Transmedia. Entre teorías y prácticas. (pp. 165-180). Catalunia: Universitat Oberta de Catalunya.




DOI: https://doi.org/10.16921/chasqui.v1i149.4622

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.




Copyright (c) 2022 Urbano Lemos Jr, Vicente Gosciola

Licencia de Creative Commons
Este obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-SinObraDerivada 4.0 Internacional.

convocatorias

Es una edición cuatrimestral creada y editada por CIESPAL.
Av. Diego de Almagro N32-133 y Andrade Marín.
Quito-Ecuador.

Síguenos en:

convocatorias

convocatorias

Revista Chasqui 2018
está bajo Licencia Creative Commons Atribución-SinDerivar 4.0 Internacional.