Plataformização, tecnopopulismo e desintermediação das fontes em ataques ao jornalismo no Instagram

Lia Gabriela PAGOTO, Raquel Ritter LONGHI

Resumen


Este artigo discute como o processo de plataformização pode contribuir para dilatar a crise de deslegitimação do Jornalismo. Associando a lógica de funcionamento das plataformas de redes sociais a uma retórica de descredibilização da imprensa, políticos como Jair Bolsonaro passam a utilizar as redes sociais para enunciar sua “verdade” diretamente ao seu público. Observamos o impacto dessa práxis através da análise de comentários em notícias de dois veículos brasileiros no Instagram: CNN Brasil e Folha de S. Paulo, numa amostra que compreende 33.651 intervenções. O resultado assinala uma correlação discursiva entre a gramática dos usuários e a de Bolsonaro e mostra um aumento de ataquesà imprensa em notícias relacionadas ao Presidente, configurando, assim, o poder do tecnopopulismo nas plataformas.


Palabras clave


Instagram; desintermediação das fontes; jornalismo; tecnopopulismo; análise de conteúdo

Texto completo:

PDF (Português (Brasil))

Referencias


Anderson, C. W.; Bell, E.; SHIRKY, C. (2013). Jornalismo Pós-industrial: Adaptação aos novos tempos. Revista de Jornalismo da ESPM, 5 (2), 30-89, 2013. Recuperado de http://loja.espm.br/revista/o-jornalismo-pos-industrial

Anderson, C. (2006). A Cauda Longa: do mercado de massa para o mercado de nicho. Rio de Janeiro: Elsevier.

Bell, Emily J.; Owen, Taylor; Brown, Peter D.; Hauka, Codi; Rashidian, Nushin (2017). The Platform Press: How Silicon Valley Reengineered Journalism.

Bucher, T. (2012). Want to be on the top? Algorithmic power and the threat of invisibility on Facebook. New Media & Society, 14(7), 1164-1180.

Charaudeau, P. (2010). Discurso das mídias. São Paulo: Contexto.

Christofoletti, R. (2019). A crise do jornalismo tem solução? São Paulo: Estação das Letras e Cores.

Da Empoli, G. (2019). Os engenheiros do caos. São Paulo: Vestígio.

Dijk, José van (2013). The culture of connectivity: a critical history of social media. New York: Oxford University Press.

Dijck, José van, Poell, Thomas, Waal, Martijn de. (2018). The platform society. New York: Oxford University Press.

Fenaj. (2020). Presidente é o maior responsável por ataques à liberdade de imprensa no país. FENAJ. Recuperado de https://fenaj.org.br/presidente-e-o-maior-responsavel-por-ataques-a-liberdade-de-imprensa-no-pais/

Flores, A. M. M. (2020). Ataques à imprensa no canal de Jair Bolsonaro no YouTube — um estudo no contexto da pandemia de COVID-19. 18º Encontro Nacional de Pesquisadores em Jornalismo. Recuperado de: http://sbpjor.org.br/congresso/index.php/sbpjor/sbpjor2020/paper/viewFile/2761/1562

Foucault, M. (2008). A arqueologia do saber. Rio de Janeiro: Forense Universitária.

Foco do Brasil (2021). Presidente Jair Bolsonaro diz que o Brasil está 'quebrado'. Recuperado de https://www.youtube.com/watch?v=umqRyOYtaLk&t=198s

Foco do Brasil (2021). Presidente Jair Bolsonaro comenta declaração 'Brasil Quebrado', Compra da Vacina, expõe Fake News. Youtube. Recuperado de https://www.youtube.com/watch?v=umqRyOYtaLk&t=198s

Fricker, E. (2006). Testimony and epistemic autonomy. En J. Lackey & E. Sosa (org.). Epistemology of testimony. Nova York: Oxford.

Hofstetter, C et. al. (1999). Information, misinformation, and political talk radio. Political Research Quarterly, 52 (2), 353-369.

Jasyn, L. Waggle, J. Fischer, D. R. (2015). An empirical examination of echo chambers in US climate policy networks. Nature Climate Change – Advance Online Publication. Recuperado de https://www.nature.com/articles/nclimate2666

Laclau, E. (2013). A razão populsita. São Paulo: Três Estrelas.

Lackey, J. (2011). Testimonial Knowledge. En S. Bernecker & D. Pritchard (org). The Routledge Companion to Epistemology (pp 316-325). Londres/

NovaYork: Routledge

Lisboa, S. (2012). Jornalismo e a credibilidade percebida pelo leitor: independência, imparcialidade, objetividade, honestidade e coerência. (Dissertação de Mestrado). Recuperado de https://lume.ufrgs.br/handle/10183/54507

Lisboa, S & Benetti, M. (2007). Credibilidade no jornalismo: uma nova abordagem. Estudos em Jornalismo e Mídia, 14 (1), 51-62.

Nielsen, R. K. et al. (2019). Digital News Report 2019. Reuters Institute. Recuperado de http://www.digitalnewsreport.org/survey/2019

Newman, N. et al. (2020). Digital News Report 2020. Reuters Institute. Recuperado de http://www.digitalnewsreport.org/survey/2019

Pariser, E. O filtro invisível: o que a internet está escondendo de você. Rio de Janeiro: Zahar, 2011.

Rashidian, N. et al. (2020). Platforms and Publishers: The End of an Era. Tow Center for Journalism. Recuperado de https://academiccommons.columbia.edu/doi/10.7916/d8-sc1s-2j58

Rashidian, N. et al. (2019). Friend and Foe: The Platform Press at the Heart of Journalism. Recuperado de https://academiccommons.columbia.edu/doi/10.7916/d8-15pq-x415

Sadowski, J. (2019, Novembro, 11). As plataformas não apenas organizam o trabalho: governam a vida. Digilabour. Recuperado de https://digilabour.com.br/2019/11/08/as-plataformas-nao-sao-apenas-uma-forma-de-organizar-o-trabalho-mas-uma-maneira-de-governar-a-vida-entrevista-com-jathan-sadowski/

Silveira, S. C. da (2017). Conteúdo jornalístico para smartphones: o formato da narrativa sistêmica no jornalismo ubíquo (Tese de Doutorado). Recuperado de https://teses.usp.br/teses/disponiveis/27/27152/tde-01062017-093438/pt-br.php

Winques, K. (2020). Mediações algorítmicas e espiral do silêncio: as dimensões estruturantes igreja e sindicato na recepção de conteúdos noticiosos em

plataformas digitais (Tese de Doutorado). Recuperado de https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/216018




DOI: https://doi.org/10.16921/chasqui.v1i147.4493

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.




Copyright (c) 2021 Lia Gabriela Pagoto, Raquel Ritter Longhi

Licencia de Creative Commons
Este obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-SinObraDerivada 4.0 Internacional.

convocatorias

Es una edición cuatrimestral creada y editada por CIESPAL.
Av. Diego de Almagro N32-133 y Andrade Marín.
Quito-Ecuador.

Síguenos en:

convocatorias

convocatorias

Revista Chasqui 2018
está bajo Licencia Creative Commons Atribución-SinDerivar 4.0 Internacional.