Diálogos inconvenientes no Palácio do Jaburu: a midiatização do escândalo político no Jornal Nacional

Carla Montuori FERNANDES, Luiz Ademir de OLIVEIRA, Genira Correia CHAGAS

Resumen


A corrupção, principalmente quando praticada por líderes políticos, torna-se um dos principais elementos do escândalo político-midiático. Com base nesta premissa, este artigo busca analisar o protagonismo do Jornal Nacional no escândalo político envolvendo o Presidente da República Michel Temer (MDB) e a JBS, produtora de proteína animal. Como amostra, serão analisadas as reportagens exibindo os áudios do diálogo entre Temer e Joesley Batista, acionista da empresa, do período que compreende o início do vazamento na mídia, em 17 de maio de 2017, até 27 de junho, data em que o presidente foi indiciado formalmente pela Procuradoria Geral da República. Presume-se que o JN tenha investido na divulgação diária do evento, com reprodução sistemática dos áudios, mantendo o escândalo em evidência, com o intuito de comprometer a imagem política do presidente peemedebista.


Palabras clave


Escândalo Político; Comunicação Política; Telejornalismo; Jornal Nacional.

Texto completo:

PDF (Português (Brasil))

Referencias


AZEVEDO, F. (2010). Corrupção, Mídia e Escândalos Midiáticos no Brasil. Revista Em Debate, 2(3), pp. 14-19. Recuperado de https://www.pucsp.br/neamp/artigos/arquivos/artigo_97.pdf

BARDIN, L. (2011). Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70.

BOURDIEU, P. (1989). O poder simbólico. Lisboa: Difel.

SECOM. (2016). BRASIL. Presidência da República. Secretaria de Comunicação Social. Pesquisa Brasileira de Mídia 2016: hábitos de consumo de mídia pela população brasileira. Brasília, SECOM. Recuperado de: http://www.secom.gov.br/atuacao/pesquisa/lista-de-pesquisas-quantitativas-e-qualitativas-de-contratos-atuais/pesquisa-brasileira-de-midia-pbm-2016.pdf/view

FAUSTO NETO, A. (2008). Fragmentos de uma analítica da midiatização. Revista Matrizes, 1(2), pp. 89-105. Recuperado de: https://pt.scribd.com/document/88628782/Fragmentos-de-uma-analitica-da-midiatizacao-Fausto-Neto-Rev-Matrizes-2008

_______________. (2010). A circulação além das bordas. In: FAUSTO NETO, A.; VALDETTARO, S. (Orgs). Mediatización, Sociedad y Sentido: diláogos entre Brasil y Argentina. Departamento de Ciências da Comunicación: Universidad Nacional de Rosario.

LIMA, V. A. de. (2006). Mídia. Crise política e poder no Brasil. São Paulo: Perseu Abramo.

LULL, J.; HIMERMAN, S. (Eds.). (1997). Media scandals: Morality and desire in the popular culture marketplace. New York: Columbia University Press.

GARRARD, J.; NEWELL, J. (2006). Scandals in Past and Contemporary Politics. Manchester: Manchester University Press.

GOMES, W. (2004). As transformações da política na era da comunicação de massa. São Paulo: Paulus.

GUAZINA, L. (2011). Jornalismo em busca da credibilidade: a cobertura adversária do Jornal Nacional no Escândalo do Mensalão. Tese de doutorado. Universidade de Brasília – UNB, 256 p.

MARTÍN-BARBERO, J. (2000). O medo da mídia – política, televisão e novos modelos de representação. In: DOWBOR, L. et al. (Orgs.). Desafios da comunicação. Petrópolis: Vozes.

POCHMANN, M. (2017). De volta a 1872, elite que apoia temer empurra os pobres de novo para o serviço doméstico. Recuperado de: Acesso em: 20/09/2017.

ROSA, A. M. (2011). O conceito de escândalo: entre a realidade midiática e a realidade antropológica. In: VII CONGRESSO SOPCOM. . Anais...Porto, Universidade do Porto, 1: 1166-1183.

SANTOS, W. G. dos. (2017). Democracia Impedida. O Brasil no Século XXI. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas.

SOUZA, J. (2016). A radiografia do golpe: entenda como e por que você foi enganado. Rio de Janeiro: Leya.

THOMPSON, J. B. (2002). O escândalo político: poder e visibilidade na era da mídia. Petrópolis: Vozes.

WAISBORD, S. (2000). Watchdog journalism in South America: News, democracy and accountability. New York: Columbia University Press.




DOI: https://doi.org/10.16921/chasqui.v1i146.3980

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.




Copyright (c) 2021 Carla Montuori Fernandes, Luiz Ademir de Oliveira, Genira Correia Chagas

Licencia de Creative Commons
Este obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-SinObraDerivada 4.0 Internacional.

convocatorias

Es una edición cuatrimestral creada y editada por CIESPAL.
Av. Diego de Almagro N32-133 y Andrade Marín.
Quito-Ecuador.

Síguenos en:

convocatorias

convocatorias

Revista Chasqui 2018
está bajo Licencia Creative Commons Atribución-SinDerivar 4.0 Internacional.